Após passar mal neste sábado mulher morre em escola de Águas Claras


Aos 31 anos, Ingrid de Souza Calisto passou mal e faleceu em uma escola particular, em Águas Claras, onde trabalhava, na manhã deste sábado (20/3). O Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (CBMDF) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados para socorrer a vítima, por volta de 10h40. Porém, o óbito foi constatado ainda no local.

Segundo o CBMDF, a mulher foi encontrada em cima de uma rampa, no Colégio Objetivo, na Rua 25 Norte. Inicialmente, a ocorrência foi classificada como “queda de plano elevado”. Porém, testemunhas teriam informado aos socorristas que ela não chegou a cair da rampa.


As equipes realizaram procedimento de RCP (reanimação cardiopulmonar padrão), mas a vítima não resistiu. O caso ficou a cargo da Polícia Civil do DF (PCDF).

Um boletim de ocorrência foi registrado na 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul, foto em destaque) como “morte natural aparente”

Em nota, o Colégio Objetivo DF confirmou a morte da funcionária, que trabalhava com serviços gerais. A escola afirmou que ela teve um mal súbito. “O resgate foi acionado, porém, após 60 minutos de tentativas de reanimação, a mesma não resistiu”, lamentou.


“Com total respeito e compadecimento ao fato ocorrido, as aulas presenciais na segunda-feira (22) estarão suspensas, apenas as remotas continuarão na unidade de Águas Claras 1. Na terça-feira (23) o escalonamento será retomado”, disse o colégio.

Com informações do Metrópoles 

Postar comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem